Você tirou a música de mim

00:22


 Ler ouvindo: Demons

 Era minha música preferida, ela começava tão suave e calma quanto o mar em dias de maré baixa, sempre que eu precisava me desligar da realidade era só coloca-la pra tocar e tudo ficava bem, eu me sentia mais leve. Passei a associa-la ao sentimento que eu tinha por você, era tão bom no começo, tão sereno, era como estar em casa, a vontade para libertar-me e despir-me.
  Aos poucos as batidas começavam a ressoar mais fortes, era revigorante senti-las, e eu me entregava a dança sem medo, apenas fazendo parte de toda aquela energia. Me surpreendo ao perceber que nós dois acompanhávamos aquele mesmo ritmo calmo, depois agitado e viciante. Era como se você fosse a harmonia e eu a melodia.
  E então era hora do ápice, corpos entrelaçados dançando juntos, a vida lá fora deixando de existir por alguns instantes, porque aquele era o momento, o momento de fazer com que cada partícula de nós, cada gotícula de suor se transformasse em música, mas não uma música qualquer, era a nossa composição, você era meu e eu era sua, nada mais importava, somente as notas que ritmavam nosso sentimento.
  A música voltou a sua passada suave, e nós começávamos tudo de novo. Eu nunca fui muito paciente, mas por você eu apertei o replay diversas vezes.
  Um dia você chegou andando pesado, e eu comecei a ficar receosa, pois aquele tom eu ainda não conhecia, e meu instinto me dizia que canções novas eram difíceis de aprender, uma vez que você não conhece a nota.
  Você começou a falar e eu finalmente estava caindo na real, os replay's que para mim sempre foram uma nova forma de apreciar a obra, não se aplicava a você. Em poucos acordes você me mostrou que já estava enjoado daquela melodia. Eu argumentei, dizendo que poderíamos mudar, quem sabe fazer um arranjo diferente. De nada adiantou. Você se foi e levou consigo uma parte minha, a parte que amava aquela música. Chegou a hora da última estrofe e eu já não suportava mais nem sequer um "dó" as batidas me deixavam enlouquecida.
  Você tirou a música de mim, e eu que antes era a estrela, não sirvo nem pra segunda voz.

You Might Also Like

6 comentários

  1. Meu Deus que poema lindo! que profundidade nessas palavras, chorei, sério muito perfeito!!
    amei aqui!

    http://rascunhosdalyh.blogspot.com.br/2014/04/casais-preferidos-series.html

    ResponderExcluir
  2. Bem escrito e profundo mesmo. Gostei muito. Parabéns!

    www.sidehappy.com

    ResponderExcluir
  3. Fiquei impressionada com o jeito que misturou o jeito que nos sentimos com a música..
    Caiu como uma luva.
    è ruim quando temos essa playlist da vida que gostamos de colocar play, play play, até que um dia a melodia cansa, o replay não chega e playlist muda completamente..
    Faz parte.

    Tenha um ótimo feriado o/
    Kisu
    eraoutravez.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Pamela, fico feliz que tenha gostado! ♥

      Excluir